sexta-feira, 11 de julho de 2014

Max defende professores e contesta redução de regência de classe.


O vereador Ney Max Santana Oliveira (Max de Zé de Toinho/DEM) usou a tribuna para reafirmar sua luta em defesa dos professores. Um comentário sobre o possível envio de um projeto visando reduzir a regência de classe da categoria foi pauta principal dos pronunciamentos desta terça-feira, 10.

Em discurso, o vereador Max lembrou a redução da regência de classe na administração anterior que passou de 50% para 8%. “Orgulhava os professores em dizer: sou professor da rede municipal de ensino de Ribeirópolis. Na época de Regina Passos quando era prefeita a regência de classe era de 50%”, disse.

“Surgiram boatos que viria para esta Casa um projeto de Lei tentando diminuir ou retirar a regência (porque só tem 8%). Mas tenho certeza que o prefeito não irá enviar e os colegas vereadores não votarão pela redução”, ponderou o democrata.

Apartes
Os vereadores José Alberto Nascimento (Zé Veio/PR) e Rogério Sobral (PSB) confirmaram em aparte a defesa pela valorização dos professores. Rogério informou que conversou com o prefeito João de Nega, o qual desconhece a origem do boato e garantiu que não irá enviará projeto para redução de regência.

Franklin Andrade
ASCOM/Câmara de Ribeirópolis