quarta-feira, 28 de maio de 2014

“O governo não dá incentivos para as empresas permanecerem”, diz o vereador Max ao lamentar fechamento da Azaleia.

A falta de incentivo para as indústrias permanecerem em Sergipe foi o ponto principal do pronunciamento do vereador Ney Max Santana Oliveira (Max de Zé de Toinho/DEM) nesta terça-feira, 13/05, na câmara. O parlamentar também lamentou a ausência do prefeito João Francisco na reunião realizada segunda, 12/05, com os dirigentes da Azaleia.

“O governo não dá incentivos pra as empresas permanecerem. Vejo o governador Jackson Barreto colocar em propagandas dizendo que quer trazer novas indústrias para Sergipe. É melhor não trazer novas e deixar as que estão funcionando com incentivos”, disse Max.

O vereador demonstrou preocupação com a economia local que será afetada em todos os setores do comércio. “Saiu o comentário que iria fechar (as fábricas). Porque o prefeito não procurou a diretoria para saber se a informação era verídica?”, questionou Max.

Franklin Andrade
ASCOM/Câmara de Ribeirópolis