quarta-feira, 13 de novembro de 2013

VEREADOR MAX QUER EXPLICAÇÃO SOBRE PROJETO DO EXECUTIVO QUE PREVÊ ABERTURA DE CRÉDITO DE R$ 150 MIL PARA TRANSFERÊNCIAS A CONSÓRCIOS PÚBLICOS.

Na sessão de terça-feira (12) o vereador Ney Max Santana de Oliveira (Max de Zé de Toinho/DEM) usou a tribuna para cobrar explicações detalhadas sobre o Projeto de Lei nº 42/2013 que prevê a abertura de crédito especial no valor de R$ 150 mil, através da prefeitura, para cobrir despesas não previstas no orçamento vigente, relativas a transferências a consórcios públicos. Max quer saber onde e como será investido o valor solicitado.

O vereador Max ressaltou que nas últimas sessões chegaram dois projetos com a redação idêntica, porém com valores diferenciados; um deles solicitando crédito adicional especial de R$ 15 mil e outro de R$ 500 mil. “Se esse vereador não tivesse denunciado teria passado por aqui, R$ 500 mil. Já baixaram R$ 350 mil”, observou o vereador.

O democrata pediu vistas ao projeto e cobrou explicações aos representantes do consórcio do lixo e, principalmente, do prefeito de Ribeirópolis, João Francisco da Cunha (PSB) autor do projeto. “Pedi vistas porque quero que o representante, quem for o responsável pela administração, venha aqui usar a tribuna e explicar qual o custo total desse projeto”, disse Max.

Franklin Andrade
ASCOM/Câmara de Ribeirópolis