quinta-feira, 9 de maio de 2013

MAX DE ZÉ DE TOINHO COBRA PROJETO PARA REESTRUTURAR O PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO EM RIBEIRÓPOLIS.



Max de Zé de Toinho cobra projeto para reestruturar o Piso Salarial do Magistério em Ribeirópolis
O piso salarial do magistério em Ribeirópolis voltou a ser discutido na tribuna da Câmara de Vereadores. O vereador Max de Zé de Toinho (DEM) apresentou na sessão de terça-feira (7) a Indicação 62/2013 que solicita ao prefeito o envio do projeto que reestrutura o piso salarial do magistério no município. 
“O piso não está sendo pago atualizado em Ribeirópolis, no ano de 2013, já era para os professores da rede municipal está com piso de R$ 1.567,00 e até agora o prefeito não se manifestou pra nada”, disse Max em pronunciamento na tribuna. 
O vereador falou que vem ouvindo reclamações dos professores quanto à demora do prefeito para enviar o Projeto de Lei Complementar para a Câmara Municipal. Max defende a valorização da categoria, pois acredita que com um salário melhor o profissional trabalha com maior entusiasmo. O vereador pede o pagamento do retroativo. 
“Eu acredito que desde janeiro esse dinheiro já está sendo repassado e pelo que os professores comentam está sendo pago outras dívidas com esse dinheiro da educação”, alfinetou o vereador democrata. Max ressaltou que a verba destinada para educação e saúde são “verbas carimbadas” e deve ser utilizada para seu objetivo específico.

Franklin Andrade
Ascom/Câmara de Vereadores