sábado, 2 de julho de 2011

André Moura: "Percebemos que o povo quer João prefeito de Aracaju"!


Aliado do governador Marcelo Déda (PT), e uma das principais lideranças do agrupamento comandado pelos irmãos Edvan e Eduardo Amorim, o deputado federal André Moura (PSC) deixou evidente, nesta sexta-feira, dia 1º, que não é preciso uma pesquisa de opinião pública para saber que o eleitorado de Aracaju, em sua maioria, quer a volta de João Alves Filho (DEM) ao cargo de prefeito da capital.
"E isso você sente. Não precisa de pesquisa de opinião pública: quem caminha em Aracaju, quem vive nos bairros, quem conversa com a população, quem discute com as lideranças nos bairros... nota, claramente, que há uma vontade da população da capital de dar uma oportunidade a oposição - mesmo porque o ex-governador João Alves já foi prefeito de Aracaju e não podemos tirar o mérito de que ele foi um grande prefeito, da mesma maneira que foi também governador. Apesar de hoje não fazermos parte do agrupamento do ex-governador", disse.
André Moura analisou o sentimento do eleitor aracajuano numa forma de salientar a importância da unidade dentro do bloco comandado pelo governador Marcelo Déda para impedir que este favoritismo da oposição seja ratificado nas urnas, nas eleições de 2012. "É hora de sentarmos à mesa todos os partidos aliados, dialogarmos e procurarmos o melhor caminho e os melhores nomes para disputar a Prefeitura de Aracaju", sugeriu André.
Segundo o deputado federal do PSC/SE, é preciso também levar em conta que o fato de a capital ser administrada pelo PC do B, ou mesmo o governo do Estado está nas mãos do PT, um dos dois partidos, obrigatoriamente, tenha que indicar o candidato de todo o grupo sem que haja uma ampla discussão com toda a base aliada. "Se não houver essa discussão, vai se abrir uma possibilidade de que cada partido dentro do seu entendimento possa ter candidatura própria. Se não for assim, dificilmente, haverá um consenso, e só facilitará ainda mais a candidatura de oposição que cresce cada vez mais na capital", alertou.
André Moura observou que está conversando com o empresário Edvan Amorim e com o senador Eduardo Amorim (PSC) sobre as eleições de 2012, e a ideia é trabalhar para que, se possível, o PSC tenha candidato em todos os municípios de Sergipe como forma de dar continuidade ao crescimento político que o grupo vem conseguindo eleição após eleição. André confirmou que para as eleições de Aracaju, o também deputado federal Laércio Oliveira (PR) já colocou seu nome à disposição do grupo para que, em se chegando a um consenso, disputar a eleição.
"Fazemos parte do agrupamento político comandado por Déda, e é importante uma discussão de todo o grupo, principalmente porque as pesquisas de opinião pública mostram o favoritismo da oposição. O próprio resultado das eleições 2010 mostrou isso, quando o ex-governador João Alves pela primeira vez venceu as eleições em Aracaju", disse.
André ainda observou um detalhe: "de1995 para cá, desde que o vice-governador Jackson Barreto (PMDB) foi eleito prefeito de Aracaju, é a primeira derrota das duas maiores lideranças: Déda e Jackson. As maiores lideranças políticas da capital, há cerca de 25 anos, e a primeira derrota que sofreram. Os dois foram derrotados juntos, um como governador e outro como vice-governador. Isso é uma prova maior que é uma sinalização, como disse o próprio governador, que algo não vai bem", finalizou.

Da redação do Universopolitico.com
Foto: Google.